Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009

And the Oscar goes to...ME!!!

 

 

 

Em antecipação à cerimónia dos Óscares, e adaptando a mesma ao universo dos blogues a Closet atribuíu-me a estatueta dourada para a categoria de "Melhor música".

Primeiro que tudo um muitissimo obrigado (que os agradecimentos são da praxe nestas coisas dos Óscares) a ti Closet por me teres nomeado, votado em mim e etc, lol, mas principalmente por me leres e ouvires, porque muitas das músicas que escolho, faço-o porque em determinados momentos falam melhor dos meus sentimentos do que o que eu conseguiria colocar em palavras.

De facto acertáste na "mouche". Se há categoria em que me pudesses encaixar esta é essa.

Porque a música faz parte de mim, dos meus momentos alegres e dos tristes. Porque estudei, trabalho conduzo e muitas vezes adormeço ao som da música.

Porque gosto de cantar (para infelicidade de quem vai comigo no carro) todas as músicas que gosto; e porque gosto de MÚSICA, de todos os estilos da clássica ao Heavy Metal.

E como te prometi aqui fica uma das minhas músicas do momento.

Espero que gostes.

Espero que alguém um dia me faça uma serenata destas...

 

 

 

 

sinto-me:
tags:
vivido por umdiadepoisdooutro às 22:11
link do post | diz lá... | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

So What?!

Isto hoje está muito difícil...

Não sei se foi da noite pouco dormida, se é do tempo chuvoso, se do nervoso miudinho que vai cá dentro a verdade é que não me consigo concentrar e só me apetece sair daqui a correr e parar só quando se me acabasse a "pica".

A cuçpa é de Vênus, quem sem ninguém lhe ter pedido resolveu entrar no meus signo e mexer cá com a parte emocional e sensual. Estou bem arranjada.

Bem vou colocar uma musiquinha soft a ver se a coisa vai...

 

Hihihi!!!!

 

 

 

 

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 15:38
link do post | diz lá... | favorito

FRIENDS!!!

Ontem foi uma das melhores noites que tive ultimamente: muitos risos, muita alegria, boa comida e excelente sangria, mas principalmente EXCELENTE companhia.

Minhas queridas amigas de sempre, o que eu já tinha saudades de estar convosco.

São 30 anos de amizade, sim porque nós entrámos para a vida umas das outras no Jardim de infância, e os laços que se criam nessas alturas são os mais fortes.

A vida dá voltas e trambolhões, mas por mais que passe muito tempo (muitas vezes tempo demais) sem nos vermos, quando estamos juntas está tudo lá, todo o nosso passado em comum, todas as confidências, todos os episódios de escola, todas as alegrias e todas as tristezas.

Obrigado por existirem e por fazerem parte da minha história.

ADORO-VOS!!!

 

 

 

sinto-me:
tags:
vivido por umdiadepoisdooutro às 10:37
link do post | diz lá... | favorito
Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

"Gotta be somebody"

 

 

 

This time, I wonder what it feels like
To find the one in this life, the one we all dream of
But dreams just aren't enough
So I'll be waiting for the real thing, I'll know it by the feeling
The moment when we're meeting, will play out like a scene
Straight off the silver screen
So I'll be holding my own breath, right up 'til the end
Until that moment when, I find the one that I'll spend forever with

'Cause nobody wants to be the last one there
'Cause everyone wants to feel like someone cares
Someone to love with my life in their hands
There's gotta be somebody for me like that
'Cause nobody wants to do it on their own
And everyone wants to know they're not alone
There's somebody else that feels the same somewhere
There's gotta be somebody for me out there

Tonight, out on the street, out in the moonlight
And dammit this feels too right, it's just like déjà vu
Me standing here with you
So I'll be holding my own breath, could this be the end
Is it that moment when, I find the one that I'll spend forever with

'Cause nobody wants to be the last one there
'Cause everyone wants to feel like someone cares
Someone to love with my life in their hands
There's gotta be somebody for me like that
'Cause nobody wants to do it on their own
And everyone wants to know they're not alone
There's somebody else that feels the same somewhere
There's gotta be somebody for me out there

You can't give up, looking for a diamond in the rough
You never know, when it shows up, make sure you're holding on
'Cause it could be the one, the one you're waiting on
'Cause nobody wants to be the last one there
And everyone wants to feel like someone cares
Someone to love with my life in their hands
There's gotta be somebody for me, ohhh

Nobody wants to do it on their own
And everyone wants to know they're not alone
There's somebody else that feels the same somewhere
There's gotta be somebody for me out there
Nobody wants to be the last one there
'Cause everyone wants to feel like someone cares
There's somebody else that feels the same somewhere
There's gotta be somebody for me out there

 

vivido por umdiadepoisdooutro às 15:15
link do post | diz lá... | favorito
Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

...

 

 

É oficial: ninguém se levanta às 8 da manhã numa manhã de domingo e liga o computador.

Ou melhor só mesmo eu.

É que neste momento são 11h da manhã e eu em vez de aproveitar para ficar na cama a preguiçar, já tomei o pequeno almoço, já fiz uma caminhada de 2km, para ír tomar um café à vila, e no regresso fiz o caminho debaixo de chuva, e já aqui estou sequinha e pronta para sair em frente ao pc, à espera que chegue a minha irmã para irmos dar uma volta (deve estar agora a arranjar-se).

Não tenho mesmo nada contra ficar a dormir até mais tarde, eu é que simplesmente não consigo.

Até acordei às 7h e obriguei-me a ficar na cama até às 8h a ouvir música.

Mas a caminhada fez-me bem. Liberta-me a alma.

Tenho andado sob grande pressão emocional. Pressão auto-imposta, talvez; necessidade de deixar de andar em cículos.

Agora é sacudir a poeira, levantar a cabeça e seguir em frente.

Talvez seja por isso que gosto tanto de caminhar quando preciso de clarificar as ideias ou de tomar decisões, parece que cada passo que dou é uma afirmação das minhas intenções; recebo a energia da terra que piso (mesmo do alcatrão) que me percorre os músculos e me faz sentir mais viva e decidida.

Olho a natureza ao meu redor (sim porque aqui nesta minha Arruda ainda existem alguns bocadinhos de natureza que podemos observar), e reconforta-me ver que o tempo passa, muitas coisas se modificam mas a natureza tem uma força muito sua, que faz com que tudo encaixe no seu devido lugar. E que assim como não há nada como uma boa chuva torrencial para limpar rios, irrigar as terras tornando-as mais férteis, também nada como umas boas torrentes de lágrimas para lavarem o coração e torná-lo de novo, a seu tempo, aberto ao amor.

Porque na vida tudo é amor, e a vida sem amor não merece a pena ser vivida.

 

 

Esta é uma música muito antiga, mas que me vem sempre à memória quado penso nestas coisas...

 

 

 

 

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 11:01
link do post | diz lá... | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Dias recentes

"Clássico"

...

...

Por aqui...

Natal é...

Rendi-me!

reflexões

não te quero largar mais....

Férias...

Livros

Dias passados

Dezembro 2015

Outubro 2013

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

favoritos

Um escândalo digno dos ta...

Memórias dos Pantufinhas ...

Em nome do Pai...

Sobreviver aos primeiros ...

Manual da Mulher Resolvid...

Testemunhos XXII

Como os empregos

Nudez

Adeus

Coisas do amor

Outras visões do mesmo Mundo

blogs SAPO

subscrever feeds