Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Palavras II

"Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte."

 

Alexandre O'Neill

vivido por umdiadepoisdooutro às 14:51
link do post | diz lá... | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

More than words...

Custuma dizer-se que palavras leva-as o vento...

E é verdade, no entanto existem palavras que quando ditas magoam profundamente, outras que magoam pela sua ausência e outras tantas que nos fazem felizes.

É claro que o que acaba por contar são as acções, no entanto dou por mim a pensar em coisas que me disseram.

Palavras que apesar de verdadeiras, e talvez por isso mesmo me magoam e me entristecem.

Nada como colocar em palavras a realidade nua e crua, para acabar com as ilusões.

 

 

 

música: More than words - Extreme
vivido por umdiadepoisdooutro às 15:06
link do post | diz lá... | favorito
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Simulação de sismo em Lisboa

Li mesmo agora esta notícia no Sapo:

 

"A partir de amanhã
Lisboa pára durante três dias devido a simulação de sismo
Um descarrilamento no metro de Telheiras, falhas nas comunicações móveis, evacuação de diversos edifícios e do Centro Colombo, incêndios e quedas de viaturas no Tejo são algumas das situações resultantes de uma simulação de sismo que dura até domingo. Saiba as artérias da cidade que vão estar cortadas "
 
Confesso que fiquei agradavelmente surpreendida.
Claro que todos sabem que Lisboa tem um elevado risco sísmico e que houve o grande Terramoto em 1755 (1 de Novembro), e o que sempre me espantou em relação a isso mesmo e o que sempre tive dúvidas foi da capacidade de resposta em caso de novo terramoto. É que um novo terramoto não é apenas uma possibilidade remota, mas uma grande probabilidade e convém que a cidade esteja preparada para reagir.
Vamos esperar que a simulação corra bem, seria um bom pronúncio.

 

vivido por umdiadepoisdooutro às 14:56
link do post | diz lá... | favorito
Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

Liberdade?!

"Quero voar
-mas saem da lama
garras de chão
que me prendem os tornozelos.

Quero morrer
-mas descem das nuvens
braços de angústia
que me seguram pelos cabelos.

E assim suspenso
no clamor da tempestade
como um saco de problemas
-tapo os olhos com as lágrimas
para não ver as algemas...

(Mas qualquer balouçar ao vento me parece Liberdade.)"

 

José Gomes ferreira

 

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 12:47
link do post | diz lá... | favorito
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

"..."

"É um sonho esta vida,
mas um sonho febril de um instante único.
Quando dele se acorda,
vê-se que tudo é só vaidade e fumo...
Oxalá fosse um sonho
bem profundo e bem longo,
um sonho que durasse até á morte!...
Eu sonharia com o meu e teu amor."

 

Gustavo Adolfo Bécquer

 


sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 14:21
link do post | diz lá... | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 16 de Novembro de 2008

"007- Quantum of Solace"

Ontem fui ver o último fim da saga James Bond.

Ainda não tinha visto nenhum filme com o novo Bond, já que no ano passado não consegui ír assistir.

Quanto ao actor na pele de James Bond, gostei. Achei-o mais duro, sem apelar tanto ao sex-appeal - more deadly.

Mas talvez seja do próprio filme. Como não vi o anterior não sei se é o actor que dá essa conotação ao filme se é o próprio argumento do filme que dá mais ênfase à acção e menos às relações relâmpago do 007, a que estamos habituados.

Confesso que nos primeiros trinta minutos achei que pouca coisa fazia sentido. A história aborda alguns aspectos actuais relativos ao aquecimento global e aos recursos naturais, mas de uma forma um tanto ou quanto superficial.

De um modo geral gostei do filme, não faltam as perseguições vertiginosas, a trama internacional etc, mas em alguns pontos acho que lhe falta qualquer coisa não sabendo muito bem o quê. Diria profundidade da história, mas os filmes do 007 não são propriamente histórias muito profundas, portanto é apenas uma sensação com que fiquei...

There is something missing, but I can´t exactly put my finger on what that migth be.

Houve uma frase que foi dita no filme á qual achei muita piada porque a utilizo mas não tinha noção que se aplicasse também na língua inglesa: "There isn´t such a thing as a free lunch" - não há almoços grátis. Ah pois é!!!! E nem é preciso ser-se agente secreto para saber isso.

 

Podem ver o trailer aqui.

 

Bom fim-de-semana!!!

vivido por umdiadepoisdooutro às 10:14
link do post | diz lá... | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Não há pachorra!!!

Não há "pachorra" - como diria uma amiga minha.

Este é um post de desabafo, irritado e revoltado.

Há mais de 3 meses que está em obras uma loja por debaixo do escritório onde trabalho, então o ruído tem sido constante.

Desde martelos pneumáticos a abrir rasgos na chão; aparafusadoras, etc e tal, temos tido direito a tudo.

O ano passada foi a loja ao lado.

Agora é por baixo.

Tem sido de tal forma, que um dos vidros da divisória do meu gabinete até se desprendeu.

Falar ao telefone é impossível, pensar é difícil.

Haja paciência!!!!!

Isto fez-me lembrar os Deff Lepard - só como trocadilho - é que eu estou quase a ficar deff, mas adoro a música deles, LOL..

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 15:37
link do post | diz lá... | favorito
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

"The partner" - John Grisham

 

 
 
 
 
 

 

 

"Sinopse
Thought killed in a car accident four years earlier, Patrick Lanigan is discovered living in Brazil under the name of Danilo Silva and presumably in possession of millions of dollars missing from his former firm's offshore account."
 

 

 

 

Já há imenso tempo que não colocava nenhum post sobre as minhas leituras, talvez porque ultimamente, devido à montanha russa emocional que ando a atravessar, nem para ler tenho ânimo.

Na semana passada, contudo, uma amiga minha emprestou-me dois livros do John Grisham, que é um autor que gosto bastante, e como já há algum tempo não lia nada em Inglês...

De vez em quando gosto de ler em Inglês para desenferrujar o cerebro.

E além disso, há muito que se perde na tradução.

 

vivido por umdiadepoisdooutro às 14:24
link do post | diz lá... | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

Desafio Musical

Foi-me colocado o desfio musical pelo http://sentimentosentidos.blogs.sapo.pt/, que resolvi aceitar.

Consiste em:

  • Colocar uma foto individual tua
  • Escolher uma banda ou artista da tua preferência
  • Responder somente com títulos da banada/ artista escolhido previamente
  • Escolher 4 pessoas a quem fazer o desafio e não esquecer de avisá-las

 

 

Escolhi a Mafalda Veiga, porque gosto de todas as músicas que conheço.

 

1) Ês homem ou mulher?

"A fantasia"

 

2) Descreve-te.

"Um filme"

 

3) O que as pessoas acham de ti?

"O menino do piano"

 

4) Como descreves o teu último relacionamento.

"Quando já nada é intacto"

 

5)Descreve o actual estado da tua relação com o teu namorado/pretendente.

"Cúmplices"

 

6)Onde querias estar agora?

"Abraça-me bem"

 

7) O que pensas a respeito do amor?

"Imortais"

 

8) Como é a  tua vida?

"Um pouco de céu"

 

9) Escreve uma frase sábia.

"Faz parte"

 

 

E aqui ficam as minhas nomeações:

Crazymamma

Lagrimatua

Conta-me histórias

Susy4

 

sinto-me: desafiada
vivido por umdiadepoisdooutro às 22:55
link do post | diz lá... | ver comentários (3) | favorito

"Next time I fall" - Peter Cetera

Há quanto tempo eu não ouvia esta música, e ouvi hoje num cd de uma amiga, com músicas dos anos 80.

Tantas memórias.

Tantas lágrimas adolescentes derramadas ao som desta música.

É bom relembrar os tempos mais simples da adolescência, apesar de que na altura os problemas pareciam gigantescos.

Ainda bem que nós também vamos crescendo por dentro e não são só os problemas que aumentam de tamanho.

Não resisti, aqui fica o link para o videoclip.

 

vivido por umdiadepoisdooutro às 14:53
link do post | diz lá... | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Dias recentes

"Clássico"

...

...

Por aqui...

Natal é...

Rendi-me!

reflexões

não te quero largar mais....

Férias...

Livros

Dias passados

Dezembro 2015

Outubro 2013

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

favoritos

Um escândalo digno dos ta...

Memórias dos Pantufinhas ...

Em nome do Pai...

Sobreviver aos primeiros ...

Manual da Mulher Resolvid...

Testemunhos XXII

Como os empregos

Nudez

Adeus

Coisas do amor

Outras visões do mesmo Mundo

Os que acompanham os meus dias

Free Counter
Free Counter
blogs SAPO

subscrever feeds