Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

"Dejá Vu"

Vi este filme ontem num dos canais TeleCine já não me lembro qual.

Que espetáculo.

Quem já não passou por sittuações na vida que causam estranheza, como se já estivessemos estado naquele local, ou  já tivessemos visto aquela pessoa ou mesmo vivido determinada situação...

Confesso que a mim já me aconteceu. Impressões, sensações - o denominado dejá vu...

Este filme trata este assunto, recorrendo no entanto a alta tecnologia e evoluções científicas no campo da física, ao que alia a trama central de um atentado terrorista. Começamos no presente com a ocorrência de um atentado, e a trama do filme desenvolve-se em redor de descobrir qual o ponto passado que se deve modificar por forma a alterar o futuro (actual presente). 

Muito bem conseguido.

E o Denzel Washington está *****, como sempre (segundo eu).

Podem ver o link para o trailer aqui.

 

 

sinto-me: Uau
tags:
vivido por umdiadepoisdooutro às 15:09
link do post | diz lá... | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

Poesia...

"Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada."

 

Fernando Pessoa

tags:
vivido por umdiadepoisdooutro às 10:19
link do post | diz lá... | favorito
Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

"Um pequeno grande amor" - Fátima Lopes

 

 

 

 

"O amor por um filho não é fácil de descrever. Sente-se todos os dias. Mesmo quando a vida nos prega partidas, quando os casamentos se desfazem, quando estamos cansados e nada parece fazer sentido, há sempre um pequeno grande amor que fala mais alto. Neste segundo romance, Fátima Lopes onde conta a história de Gonçalo e Estela, duas crianças que têm em comum serem filhas de pais divorciados. Nada apontava para o fim daquele casamento. Margarida, com um bebé de meses nos braços, apaixona-se e decide separar-se. Com o divórcio, vêm as ameaças e as chantagens. É neste ambiente que cresce Gonçalo, protegido pelo amor de uma mãe disposta a tudo para garantir a felicidade do filho. Estela não está nas prioridades da mãe, ocupada entre o trabalho e as amigas. Foi o pai que lhe mudou as fraldas e a embalou nas noites agitadas. Com o divórcio, este pai não desiste de acompanhar a filha em todos os grandes passos da sua vida. Num discurso sensível e intimista, Fátima Lopes transporta-nos para o universo dos mais pequenos. Como os seus olhos vêem os dramas dos adultos, como sentem as disputas e os insultos sem sentido, como sofrem sem perceberem a razão. Os nossos filhos serão sempre pequenos para receber o grande amor que temos para lhes dar. "

 

Já há algum tempo que tinha alguma curiosidade em ler este livro, talvez porque eu própria sou mãe de um filho de pais divorciados.

Se a educação de uma criança é dos trabalhos mais árduos que existe, o educar uma criança no meio de um casamento dissolvido ainda o é mais.

Educar uma criança é como viver num limbo permanente, nunca sabemos se estamos a tomar a decisão mais certa; temos que ser firmes e meigas ao mesmo tempo; impor regras e não vacilar mesmo ante a carinha mais chorosa e um "vá lá mãeeee..."

Já não é totalmente fácil manter uma frente unida num casal quando falamos da educação dos filhos, muito menos quando o casal já não está unido.

No entanto, acredito que um filho de pais separados pode ser uma criança feliz, se ambos os pais se comprometerem a participar activamente para que essa felicidade seja real. Basta apenas que o filho ocupe sempre o lugar que lhe está destinado - um filho é para toda a vida.

Penso que a autora relata situações que são cada vez mais comuns nos dias de hoje.

Penso que muitos pais que estão a passar por uma situação de divórcio deveriam ler este livro.

Existem ainda muitos pais que se esquecem do verdadeiro significado de se ser pai/mãe e que apenas se regem pelos seus prórprios interesses.

Penso que existem muitas pessoas que não têm vocação para serem pais/mães.

Posso estar a ser muito ríspida, mas o facto de se poder não deveria ser o motivo para se ser.

Pai e mãe são os alicerces da vida de uma criança; são eles que dão o exemplo, a estrutura, que orientam...

São os responsáveis pela existência de uma vida que de outro modo não existiria.

É a maior das responsabilidades.

A responsabilidade de proteger, amar e educar, para TODA A VIDA!!!

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 11:02
link do post | diz lá... | favorito
Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Assumo-me!!!!

Resolvi assumir-me:

sou uma ROMÂNTICA INVERTERADA e ponto.

 

É mais forte que eu. Não consigo evitar.

Nem as decepções me demovem, por isso mais vale aceitar-me como sou.

Sofro mais?! Não sei...

Iludo-me mais?! Talvez.

Acho que ser desconfiada e constantemente de pé atrás me faria sofrer muito mais.

Isto tudo porque hoje ouvi uma música que me fez recordar um filme Hiper lamechas que eu adoro - Notting Hill.

 

A música é esta:

 
 
"When You Say Nothing At All"

It's amazing
How you can speak
Right to my heart
Without saying a word,
You can light up the dark
Try as I may
I could never explain
What I hear when
You don't say a thing

[CHORUS:]
The smile on your face
Lets me know
That you need me
There's a truth
In your eyes
Saying you'll never leave me
The touch of your hand says
You'll catch me
Whenever I fall
You say it best
When you say
Nothing at all

All day long
I can hear people
Talking out loud
But when you hold me near
You drown out the crowd
(The crowd)
Try as they may
They could never define
What's been said
Between your
Heart and mine

[Repeat chorus twice]

(You say it best
When you say
Nothing at all
You say it best
When you say
Nothing at all)

The smile on your face
The truth in your eyes
The touch of your hand
Let's me know
That you need me

[Repeat chorus]

(You say it best
When you say
Nothing at all
You say it best
When you say
Nothing at all)

The smile on your face
The truth in your eyes
The touch of your hand
Let's me know
That you need me

(You say it best
When you say
Nothing at all
You say it best
When you say
Nothing at all)
 
E fica aqui o link para o clip da mesma.
Este é para todos os corações de manteiga como eu. LOL

 

sinto-me: música;filmes;recordações
vivido por umdiadepoisdooutro às 12:24
link do post | diz lá... | ver comentários (8) | favorito
Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

O Panda do Kung Fu

Durante estas férias (que já acabaram, infelizmente) fui com o meu filhote ver o filme animado do momento.

Fui porque pensei que ele fosse gostar, mas desta vez nem sequer andei a pesquisar para além dos horários das sessões, pelo que não tinha uma ideia muito bem formada do argumento.

Gostei imenso e ele também.

É um filme com muita acção, muitos golpes de Kung Fu que os miúdos adoram, mas que tem por base todos os ensimnamentos e filosofias das artes marciais: o respeito pelos outros; o superar dos nossos próprios limites; a leadade; o autoconhecimento...

É um filme que transmite um bom ensinamento:  que devemos sempre acreditar em nós próprios e nas nossas capacidades; que não existe "o ingrediente mágico", que tudo aquilo que precisamos está dentro de nós, só precisamos de acreditar.

Bom filme para pais e filhos.

 

Fica aqui o link para o trailer da versão original.

 

Kung Fu Panda Red Carpet

 

sinto-me:
tags:
vivido por umdiadepoisdooutro às 14:45
link do post | diz lá... | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 13 de Julho de 2008

"A loja dos suicídios" - Jean Teulé

 
"É uma lojinha onde nunca entra um raio de Sol. Imagine um negócio de família que envolve a venda de todos os ingredientes possíveis para a prática do suicídio, nas suas mais diversas formas. Corda, pistolas, facas, venenos e toda uma panóplia de produtos mortíferos. São cinco as personagens que compõem esta família atípica que gere a loja há várias gerações: os pais, profissionais, comerciantes; o filho primogénito, deprimido crónico mas extremamente criativo no seu domínio; a irmã, exemplo típico da adolescente inadaptada; e finalmente o irmão mais novo, verdadeiro grão de areia na engrenagem deste comércio lúgubre: é que ele se atreve a sorrir e a ser… optimista. Com uma ambiência digna de um filme de Tim Burton, A Loja dos Suicídios é uma comédia negra futurista que invoca o grande adversário da família Tuvache e do seu sinistro empreendimento: a alegria."
 
Comprei este livro porque apesar de ter dois para as minhas férias, acabei por deixar o "Enzo" em casa.
Não pensei que conseguisse ler um livro todo numa semana, já que o meu filhote habitualmente requer a minha atenção intensivamente...
No entanto, terminei o "Proposta Indecente" e vi-me completamente despida (metaforicamente falando), sim porque não ter nada para ler equivale a esquecer-me de colocar o relógio no pulso de manhã - fico todo o dia com a sensação de que estou despida.
Comprei-o porque uma amiga já o tinha lido e me deixou curiosa.
É realmente (um dos comentários da contracapa) uma pérola de humor negro.
Nunca tinha lido nada deste autor.
Gostei, apesar de não ser o meu tipo de leitura favorito.
Talvez por o meu humor não ser negro o suficiente...LOL.
 

 

vivido por umdiadepoisdooutro às 07:53
link do post | diz lá... | ver comentários (3) | favorito

"Proposta Indecente" - Susan Kay Law

 

"Ellen, tal como a sua melhor amiga afirma, teve nas mãos aquilo com que metade das esposas americanas sonha. O seu marido disse-lhe para arranjar um amante. Com o marido executivo, os filhos e a lida da casa a mantê-la ocupada, a paixão nunca fora uma prioridade para si. Pelo contrário, o marido conseguiu arranjar tempo para isso na sua agenda - com outras mulheres. Agora, ele quer que Ellen acredite que as suas aventuras irreflectidas não foram nada mais do que "simplesmente sexo". Na verdade, está tão desesperado a tentar provar-lhe o seu ponto de vista que a desafiou a descobrir por ela própria. Após tantos anos, Ellen vai trazer as suas técnicas de sedução enferrujadas e seguir a sua melhor amiga de espirito livre para um mundo que pensava ter deixado para trás no altar. Pode ter perdido toda a fé no seu casamento, mas está prestes a descobrir algo em si própria. E aquilo que começa por ser "Simplesmente Sexo" pode acabar por ser uma segunda oportunidade para encontrar algo melhor…"
 
 
Mais uma história sobre o tema dos casamentos falhados; sobre a traição; e sobre as relações de "só sexo" que fazem parte da realidade da sociedade actual.
É um livro que está bem escrito.
Uma leitura fácil.
vivido por umdiadepoisdooutro às 07:40
link do post | diz lá... | favorito
Quinta-feira, 10 de Julho de 2008

GINKO

Descobri ontem numa papelaria a revista GINKO, que vai já na 4a edição.

Não conhecia, e os títulos dos artigos despertaram a minha curiosidade, pelo que a comprei.

É uma revista com uma atitude muito positiva; aborda temas muito actuais todos sob a vertente da sustentabilidade e do que podemos fazer para melhorar este Mundo que é o nosso.

 

Aqui fica o link para o site da revista para que possam dar uma espreitadela.

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 11:50
link do post | diz lá... | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

"What´s your reading personality?"

 Encontrei o link para este teste no blogue Estante de livros e não resisti.

Aparentemente eu tenho tripla personalidade no que se refer à leitura.

LOLOL

 

 

Your Personality: All-Rounder!

 

Your responses showed you fitting into three different personalities:

Exacting Reader: You love books but you rarely have as much time to read as you'd like - so you're very particular about the books you choose.
Serial Reader: Once you discover a favorite writer you tend to stick with him/her through thick and thin and eagerly await the next in the series.
Eclectic Reader: You read for entertainment but also to expand your mind. You're open to new ideas and new writers, and are not wedded to a particular genre or limited range of authors.

 

 

 

Aqui fica o link para fazerem o teste "What´s your reading personality".

sinto-me:
tags: ,
vivido por umdiadepoisdooutro às 20:42
link do post | diz lá... | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 4 de Julho de 2008

Os livros que vão comigo de férias...

Finalmente chegaram as férias...

Praia, sol, mar e ... livros.

Estes são os que vão comigo de férias:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois faço o resumo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 11:22
link do post | diz lá... | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Dias recentes

"Clássico"

...

...

Por aqui...

Natal é...

Rendi-me!

reflexões

não te quero largar mais....

Férias...

Livros

Dias passados

Dezembro 2015

Outubro 2013

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

favoritos

Um escândalo digno dos ta...

Memórias dos Pantufinhas ...

Em nome do Pai...

Sobreviver aos primeiros ...

Manual da Mulher Resolvid...

Testemunhos XXII

Como os empregos

Nudez

Adeus

Coisas do amor

Outras visões do mesmo Mundo

blogs SAPO

subscrever feeds