Sábado, 5 de Abril de 2008

"A filha da minha melhor amiga" - Dorothy Koomson

A forte relação de amizade entre Kamryn Matika e Adele Brannon, companheiras desde os tempos de faculdade, é destruída num instante de traição que marcará as suas vidas para sempre. Anos depois desse incidente, Kamryn é uma mulher com uma carreira de sucesso, que vive sem ligações pessoais complexas, protegendo-se de todas as desilusões. Mas eis que, no dia do seu aniversário, Adele a contacta... A amiga de Kamryn está a morrer e implora-lhe que adopte a sua filha, Tegan, fruto da sua ilícita relação de uma noite com Nate. Terá ela outra escolha? Será o perdão possível? O que estará Kamryn disposta a fazer pela amiga que lhe partiu o coração? Uma viagem dolorosa e comovente de auto-conhecimento, uma leitura de cortar a respiração. Mais de 330 000 exemplares vendidos. "Best-seller" no Reino Unido.

(retirado de:http://www.bertrand.pt/)

Terminei ontem de ler este livro - Adorei!

É uma história apaixonante e sofrida, no entanto cheia de esperança, que nos leva a reflectir sobre o que é que nós conseguiriamos fazer por amor.

Fala sobretudo do amor incondicional, como só o é o amor entre mãe e filhos, ou pai e filhos.

Apresenta um ponto de vista diferente no que se refere à adopção e deixa a mensagem de que mãe e pai são quem ama e não só apenas quem dá a vida.

Aconselho vivamente.

Boas leituras

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 09:11
link do post | diz lá... | favorito
2 comentários:
De Homem do Leme a 5 de Abril de 2008 às 21:31
Curiososamente, ontem, quando ia no comboio a caminho do trabalho, a ler o meu livro "Enquanto as velas ardem", sentou-se à minha frente uma das passageiras habituais daquela carruagem, e que ia a ler este livro. Pensei "mais um livro lamechas, daqueles que agora proliferam por aí", pensamento apenas motivado pelo título e pela capa do livro. Já devia saber que isso não quer dizer nada!!! E opelo que falas, parece ser interessante. Quem sabe se um dia destes não me emprestas.

Bom fim de semana. Beijocas. E boas leituras.
De Imagem De Mim a 8 de Abril de 2008 às 16:56
Felizmente tive a sorte de ler esse livro, li-o no final do Verão e também não estava com grandes expectativas. No entanto revelou-se como uma agradável surpresa, é um livro que nos deixa algo em que pensar e nos dá algumas lições ao mesmo tempo.
Que devemos saber perdoar, que nem tudo é aquilo que parece e que por amor, independentemente do tipo que seja, tudo se consegue.

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Dias recentes

"Clássico"

...

...

Por aqui...

Natal é...

Rendi-me!

reflexões

não te quero largar mais....

Férias...

Livros

Dias passados

Dezembro 2015

Outubro 2013

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

favoritos

Um escândalo digno dos ta...

Memórias dos Pantufinhas ...

Em nome do Pai...

Sobreviver aos primeiros ...

Manual da Mulher Resolvid...

Testemunhos XXII

Como os empregos

Nudez

Adeus

Coisas do amor

Outras visões do mesmo Mundo

blogs SAPO

subscrever feeds