Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

Contagem decrescente...

Estamos em plena contagem decrescente.

Contagem decrescente para o Natal - falta um mês precisamente!

Contagem decrescente para a morte prematura desta empresa onde trabalho há dois anos...

Contagem decrescente para o meu último dia de trabalho aqui que será no dia 21 de Dezembro.

Contagem decrescente para o final de 2009.

Contagem decrescente para esta fase da minha vida.

Tantas alterações ao mesmo tempo só podem querer indicar isso mesmo.

Já aqui disse várias vezes (repetitiva) que a maior parte das vezes me sentia a sobreviver e não a Viver, e aqui falei das minha inúmeras tentativas de mudar e passar a ser mais como quero ser.

Tentativas talvez a 20%, porque na realidade nada mudou, eu não mudei. Acomodei-me. Porque dava muito trabalho e era muito doloroso, arrumar tudo o que estava desarrumado dentro de mim, de raiz.

Porque esse tem sido o grande problema que não me tem deixado crescer; de tanto "atamancar", nunca consegui construir nada de sólido. Sempre fui reconstruíndo pedaços quebrados, acrescentando aqui e ali, de forma que o resultado não foi muito sólido.

Também eu não construí a minha casa sobre a rocha (relembrando a minha última aula de catequese). Construí sobre as areias movediças da minha pouca auto-estima e da minha falta de amor próprio.

Veio uma rabanada de vento e levou tudo, e eu lá voltei a construir, cada vez tentando reforçar um pouco mais os alicerces, mas de forma errada, agarrando a minha construção nos outros e não tornando-me na rocha.

Nestes últimos dois anos e meio caí e levantei-me várias vezes, mas a mudança profunda que comecei a perceber ser necessária não a consegui fazer.

Talvez por cobardia, porque como doem os joelhos quando crescemos fisicamente, crescer interiormente faz doer a alma (palavras de uma sábia grande amiga).

E a verdade é que ninguém gosta de sofrer, então acho que me fui acomodando e evitando tomar esta ou aquela decisão, enfrentar este ou aquele problema.

CHEGA!!!

De uma certa forma agradeço que toda a estrutura ao meu redor tenha colapsado. Foi como se um terramoto tivesse de repente deitado abaixo tudo o que construí. Ficaram os escombros.

A limpeza é dolorosa. Faz doer a alma. Mas o que não nos mata, torna-nos mais fortes.

Tenho muito a agradecer. Tenho a minha família, tenho amigos, tenho saúde, dois braços duas pernas e inteligência para me por a caminho.

Já só faltam limpar os últimos obstáculos que dependem das tais contagens decrescentes, e depois a partir daí depende totalmente de mim.

O último mês foi um mês de intenso crescimento e muita dôr, mas neste momento e embora a dôr persista sinto que o meu coração começa a encontrar a paz que já não conhecia, e consigo enfrentar-me no espelho e começar a gostar do que ele reflecte mesmo tendo a noção perfeita de tudo aquilo que ainda preciso mudar.

 

 

 

 

Uma folha de papel vazio, que eu vou começar a preencher.

 

sinto-me: calma
vivido por umdiadepoisdooutro às 15:41
link do post | diz lá... | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009

"Unanswered prayers" - Garth Brooks

Muitas vezes são mais importantes aquelas preces que não nos são atendidas que aquelas que são.

Porque muitas vezes queremos coisas que no fundo só nos vão fazer mal ou tornar muito infelizes.

E não obter esses desejos é o melhor que nos poderia acontecer.

E sempre que algo do gênero me acontece, lembro-me desta música.

Porque nada nesta vida acontece por acaso...

 

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 10:30
link do post | diz lá... | ver comentários (3) | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Dias recentes

Contagem decrescente...

"Unanswered prayers" - Ga...

Dias passados

Dezembro 2015

Outubro 2013

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

favoritos

Um escândalo digno dos ta...

Memórias dos Pantufinhas ...

Em nome do Pai...

Sobreviver aos primeiros ...

Manual da Mulher Resolvid...

Testemunhos XXII

Como os empregos

Nudez

Adeus

Coisas do amor

Outras visões do mesmo Mundo

Os que acompanham os meus dias

Free Counter
Free Counter
blogs SAPO

subscrever feeds