Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Hope

 

 

"All this time I felt so lost, lost and needed help.
Incomplete, out of reach, All alone by myself.
It all becomes so clear, when I see your face.
And it's only when you're near, I feel i'm safe.

So before we take this road, before you change my mind,
Fill my heart with hope, help me to believe this time.
I've been torn apart, desperately
Try to find a way back to my heart, so I can love again.

Ooh, help me love again. Ooh yeah.

I'm so tired of holding on, so tired of waiting.
I need to feel something real, without it breaking.
It all becomes so clear, when you touch my hand.
And it's only when you're near, I know you understand.

 

So before we take this road, before you change my mind,
Fill my heart with hope, help me to believe this time.
I've been torn apart, desperately
Try to find a way back to my heart, so I can love again.

 

There's a fire within me, but I don´t know where to stop

There´s a  ligth beginning, there´s a dark kind leaving

there´s a hope I'm feeling now

 

So before we take this road, before you change my mind,
Fill my heart with hope, help me to believe this time.
I've been torn apart, desperately
Try to find a way back to my heart, so I can love again."


 

 

Lindíssima!!!

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 10:48
link do post | diz lá... | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

Undisclosed desires

Carta do Dia7 de Paus
"A suprema felicidade da vida é a convicção de ser amado por aquilo que se é, ou, mais correctamente, apesar daquilo que é." (Victor Hugo)
Quando é que conseguimos atingir este patamar de discernimento? Quando nos amarmos seriamente. Aquela máxima já muito usada do “só podemos ser amados se nos amarmos”, é absolutamente verdadeira. Mas nós procuramos o amor nos outros e nas coisas. Nós tentamos colmatar as carências buscando externamente o que temos de sentir internamente. Enquanto não pararmos essa busca irracional vamos continuando a sofrer desilusões, porque os outros nunca nos vão amar da forma como nós queremos, precisamos, merecermos ou idealizamos. No momento em que nos sentirmos plenos, pode ter a certeza de que a pessoa certa surge. Há que acreditar.

O 7 de Paus traz indicação de luta, mas de luta que vai conduzir a algum sucesso. Poderá de alguma forma sentir-se ameaçado/a e portanto, há que erguer defesas e limpar armas. Não é hora de baixar os braços nem pensar em desistir. Ah, e o que tiver que ser seu… será.
 

E não é que hoje acordei a sentir-me exactamente assim?!

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 16:15
link do post | diz lá... | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

"Fligthplan" e "Premonition"

 

Uma das (talvez únicas coisas boas) e ter estado todo o fim-de-semana enfiada em casa doente, foram os dois filmes espectaculares que vi na televisão.

 

O primeiro "Fligth plan", com Jodie Foster, é um verdadeiro filme de nervos, em que só mesmo perto do final se consegue entender o que se está a passar.

A história de uma criança que desaparece dentro de um avião e de uma mãe que é tida como louca já que ninguém parece ter visto a criança a bordo.

Fala um pouco de como as pessoas se alienam umas das outras; como não se querem meter; como têm receio de ajudar com medo que o infortúnio dos outros se lhe cole às costas?! ou por puro egoísmo... Depois é também um filme de muita acção, com terrorismo à mistura.

Muito bom!

 

 

 

O Segundo "Premonition" não lhe fica atrás.

é um filme que retrata uma história quase inverosímel de uma mulher que após receber a notícia da morte do marido começa a acordar em dias em que a morte já ocorreu e outros em que ainda não.

No final deixa algumas mensagens bonitas:

"Its never too late to figth for whats important in your life"

"everyday can be a miracle"

 

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 20:43
link do post | diz lá... | favorito
|

De molho...

Fim-de-semana de chuva, de molho em casa...

Uma bela duma faringite com direito a penincilina injectável e tudo.

Iupiii!!!!

 

 

Lá vou eu ver os filmes todos que dão na tv.

 

 

vivido por umdiadepoisdooutro às 14:16
link do post | diz lá... | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

"Chovem almôndegas"

Hoje fui ao cinema com o meu filhote (visto ser o último dia de férias do Carnaval) ver este filme.

 

 

 

É engraçado. Em 3D, mas confesso que fiquei um niquinho decepcionada com o conteúdo da história.

Talvez seja eu que tenho a mania de tirar mensagens dos livros, dos filmes e etc, e ache que nunca é demais fazer filmes de animação em que o público alvo predominante são as crianças, que tenham umas mensagens importantes.

Se podemos educar e divertir, porquê só divertir?!

Gostei, é divertido mas ficou muito aquém dos últimos que vi no Verão: Idade do Gelo 3 e Altamente.

 

O que realmente não gostei e me deixa um pouco irritada, é o facto de estes filmes em 3D pagarem uma taxa extra para os óculos.

Ou seja, nós pagamos os óculos para ver em 3D; até aí tudo bem, mas poderia pensar-se que visto que os óculos são inquebráveis e tal, os pudessemos voltar a usar numa próxima visita ao cinema, mas não. É obrigatório pagar a taxa extra por o fime ser em 3D (ou seja pagar os óculos).

O mais ridículo ainda é que à saída dos cinemas existem pontos de recolha para os mesmos, para serem enviados para a reciclágem ou porventura voltar a embalar e distribuir?!

Como diria uma grande amiga minha, aqui está o meu mau feitio a vir ao de cima....

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 22:52
link do post | diz lá... | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2010

"Prisão em mim"

("Foges em companhia de ti próprio: é de ego que precisas de mudar, não de clima." De nada adianta andarmos a 250kmh porque um dia temos de parar para fazer um balanço! )
 

 

Achei que esta frase reflectia muito bem o meu estado de espírito de hoje.

Sinto-me aprisionada, mas de nada adianta fugir, porque o que me aprisiona está dentro de mim e vai comigo para onde eu for...

 

 

 

 

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 13:42
link do post | diz lá... | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

"O dia em que te esqueci" - epílogo

Já há algum tempo que andava a cozinhar este post, desde Novembro, desde que escrevi os dois post relativos ao livro "O dia em que te esqueci" da Margarida Rebelo Pinto.

Nestes posts falei primeiramente sobre o livro e posteriormente daquilo que eu esperava tirar do livro e aplicar na minha vida...

O que não esperava era a avalanche de comentários que esses dois posts tiveram.

Fiquei surpreendida.

Agradavelmente por um lado e tristemente por outro.

Agradavelmente por serem comentários de apoio; de amizade mesmo; por sentir que muitas pessoas se reviram naquilo que escrevi sobre o que sentia, que se reviram no livro tal e qual eu...

Tristemente, porque me apercebi de que existem muitos corações partidos por essa Web fora.

Apesar de ser reconfortante sentir que alguém, ou outras pessoas nos entendem; que não estamos sózinhos na nossa dor; também me deixou um pouco entristecida o facto de todas essas outras pessoas também estarem a sofrer.

Mas um denominador comum em todos os testemunhos, foi o acreditar de que apesar de ser lento e penoso, o processo de recuperação existe, e um dia será aquele em que andamos em frente sem que o que ficou para trás nos impeça os movimentos.

É um luto; um processo de crescimento interior; sem um timing certo ou errado, sem uma fórmula exacta. Cada pessoa tem o seu tempo de cura, com os inevitáveis retrocessos, recaídas, enfim...

Mas a vida é mesmo isto, e já diz o ditado popular " não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe".

Melhor ainda, prefiro esta citação que me foi deixada num comentário recente:

 "Os encontros acontecem quando chegamos a um limite, quando precisamos de morrer e de renascer emocionalmente. Os encontros esperam-nos."

Estamos predestinados a esbarrar uns nos outros; a conhecer novas pessoas; a amar; a perder o amor; a transferi-lo; a procurar a felicidade, a tentar entender o que ela é...Assim vivemos, assim crescemos, assim somos.

Por isso aqui deixo esta citação a todos os corações partidos e a todos os corações preenchidos, neste Dia dos Namorados.

Feliz Dia para todos!

O Amor (em todas as suas formas) é que nos salva!

 

Adoro esta música...

sinto-me:
vivido por umdiadepoisdooutro às 00:27
link do post | diz lá... | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

Cansaço

Cansada

cansada de me sentir triste

cansada de não andar em frente

cansada de que nada seja fácil

cansada de viver os problemas dos outros como se fossem meus

cansada de não pensar mais em mim

cansada de não fazer as coisas que gosto

cansada destes dias de chuva, cinzentos e tristes

cansada desta angústia que me aperta o peito

cansada de chorar

cansada das minhas fraquezas, de meter os pés pelas mãos

cansada de mim neste impasse

cansada de estar cansada

 

 

"essa tempestade um dia vai acabar..."

sinto-me: murcha
vivido por umdiadepoisdooutro às 13:48
link do post | diz lá... | ver comentários (4) | favorito
|

Será da época?!

Não sei se é da época carnavalesca, se do Inverno chuvoso e triste, os fantasmas que povoam a minha mente e o meu coração acharam que era boa altura para me voltarem a assombrar, pelo que achei que esta música era apropriada....

 

www.youtube.com/watch

 

 

Não consegui introduzir o vídeo, deve mesmo ser da época....

música: "Quem me leva os meus fantasmas" - Pedro Abrunhosa
vivido por umdiadepoisdooutro às 10:48
link do post | diz lá... | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010

Música para o fim-de-semana

 

 

 

 

Gosto do último cd da Beyonce!

Esta é apenas umas das músicas de que gosto bastante. 

Tem de tudo, baladas, músicas tristes, outras mais alegres... Um pouco como a vida: dias bons, dias menos bons (lá começo eu a filosofar).

Deixo aqui outo vídeo, desta vez de uma música mais alto astral!

Bom fim-de-semana!!!

 

 

tags:
vivido por umdiadepoisdooutro às 16:31
link do post | diz lá... | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Dias recentes

"Clássico"

...

...

Por aqui...

Natal é...

Rendi-me!

reflexões

não te quero largar mais....

Férias...

Livros

Dias passados

Dezembro 2015

Outubro 2013

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

favoritos

Um escândalo digno dos ta...

Memórias dos Pantufinhas ...

Em nome do Pai...

Sobreviver aos primeiros ...

Manual da Mulher Resolvid...

Testemunhos XXII

Como os empregos

Nudez

Adeus

Coisas do amor

Outras visões do mesmo Mundo

Os que acompanham os meus dias

Free Counter
Free Counter
blogs SAPO

subscrever feeds